Google Voos

Google VoosO Google lançou nesta terça-feira o Flight Search, serviço que permite buscar voos por origem, destino, preços, escalas e outras características. A novidade já era esperada desde abril, quando o gigante de buscas comprou a ITA Software, empresa que faz os programas de pesquisa de voos das grandes companhias aéreas – além de fornecer tecnologia para serviços semelhantes de concorrentes como Kayak, Orbitz, Bing e Travel.com.

As principais características da ferramenta, segundo o gigante de buscas, são os resultados rápidos e a lista de opções simplificada: apenas as passagens de ida são listadas, e na coluna à direita aparece uma caixa com o número de voos de volta se encaixam na busca do usuário; clicando sobre o box, é possível visualizar que alternativas são essas.

 

A facilidade de agendar viagens buscando pelas menores tarifas em determinado período de tempo também entra na lista de destaques do Google. Um gráfico é gerado quase em tempo real sobre as menores tarifas de cada período. Clicando sobre o ícone de calendário, ao lado das caixas para inserir as datas da viagem, é possível alterar o período do passeio, buscando as datas mais baratas para ir até o destino desejado. A opção de escolher destinos a partir do mapa – por exemplo, selecionando apenas a duração da cidade e o endereço de partida, e observando as sugestões da ferramenta – completa a lista de características importantes.

A busca simples é feita como nos outros serviços do gênero: é preciso inserir origem e destino, e datas de ida e de volta. O preço da passagem e o tempo da viagem também podem ser usados como filtro para fazer a primeira pesquisa. Depois, os resultados iniciais podem ser separados por empresa aérea, escalas, horário de chegada ao destino, entre outros.

Disponível inicialmente apenas para voos nos Estados Unidos, e com pesquisa restrita a viagens de ida e volta, o Flight Search (busca de voos, em tradução literal) parece ainda estar em uma espécie de versão beta: embora a palavra não apareça na página de pesquisa, a ferramenta está no ar, segundo o blog do Google, como uma “primeira espiada” aos usuários.

No site de busca do Google já era possível buscar horários digitando “voos de cidade de origem para cidade de destino”, mas não havia filtros. Desse estágio inicial do serviço, sobrou o fato de que, quando o usuário escolhe o voo, é direcionado para o site da companhia aérea, onde faz a compra. Segundo o gigante de buscas, mesmo que a ITA forneça software para algumas empresas, elas não serão privilegiadas nos resultados do Flights.

A compra da desenvolvedora de tecnologias de busca de voos sofreu tentativa de impedimento por monopólio, mas a justiça dos Estados Unidos permitiu a transação de US$ 700 milhões com a condição de que a ITA continue oferecendo seus produtos às concorrentes do Google. Uma das empresas, a Kayak, afirma em nota que seu sistema é superior ao do usado pela ferramenta do gigante de buscas. “Usamos múltiplos bancos de dados e tecnologias próprias, o que nos ajuda no esforço de oferecer às pessoas respostas compreensíveis, rápidas e precisas sobre suas necessidades em termos de voos”.

Google Flights Voos

Fonte: Terra