Canonical anuncia Ubuntu para smartphones

Canonical anuncia Ubuntu para smartphonesEm breve você terá mais uma opção de sistema operacional para o seu smartphone: a Canonical anunciou hoje uma versão do Ubuntu para dispositivos móveis que possui uma nova interface adaptada para telas menores.

O Ubuntu para smartphones é baseado no kernel do Android, mas a Canonical promete que o Ubuntu será mais rápido e aproveitará “todo o potencial do smartphone” por não usar a máquina virtual do Java.

O Ubuntu para smartphones suportará tanto aplicativos nativos quanto aplicativos feitos em HTML5 e a interface deverá ser rápida e fluída mesmo nos aparelhos de entrada, que deverão possuir no mínimo processador de 1 GHz, 512 MB de RAM e 4 GB de armazenamento interno.

Nos smartphones topo de linha, será possível rodar o sistema completo, com monitor, teclado e mouse, bastando conectá-los a uma dock. A página da Canonical diz que um “superphone” com Ubuntu deve ter um processador quad-core ARM ou Intel Atom, 1 GB de RAM e no mínimo 32 GB de armazenamento interno.

O anúncio foi feito com o Ubuntu rodando no Galaxy Nexus, e a empresa promete que os proprietários do aparelho poderão experimentar o novo sistema em algumas semanas. Os primeiros smartphones com Ubuntu de fábrica devem ser lançados apenas no início de 2014. Com tantas opções no mercado, a impressão que fica é que a Canonical está chegando tarde demais. O Ubuntu ainda precisará formar seu ecossistema, uma vez que, apesar de ser baseado no núcleo do Android, ele não deverá rodar apps do Android.

{youtube}cpWHJDLsqTU{/youtube}

Segundo o comunicado à imprensa, as operadoras e os fabricantes poderão personalizar facilmente o Ubuntu, para tristeza dos defensores de sistemas “puros”. O sistema, que suportará processadores ARM e x86, será controlado por gestos (como o MeeGo) e terá integração com o Ubuntu One, serviço de armazenamento na nuvem da Canonical.

Mais detalhes sobre o Ubuntu para smartphones — que usa alguns conceitos da interface Unity e está bem bonito — podem ser encontrados no site da Canonical.

Fonte: Canonical e tecnoblog.net