EMC anuncia instalação de centro contra fraudes da RSA no Brasil

EMC anuncia instalação de centro contra fraudes da RSA no Brasil

10 de março de 2014 Blog Notícias 0
EMC anuncia instalação de centro contra fraudes da RSA no Brasil

Sharing is caring ... Help us!

EMC anuncia instalação de centro contra fraudes da RSA no BrasilDepois de aplicar em um centro de pesquisas & desenvolvimento, especializado em Big Data, no Brasil, localizado no Rio de Janeiro, a EMC anuncia um novo investimento no País, porém, focado em segurança da informação. É a instalação de um centro de comando contra fraude, liderado pela RSA, para atender a América Latina, com operação em Campinas (SP). Unidade será a terceira da companhia do mercado mundial. Os outros dois funcionam em Israel e Estados Unidos e passam a operar integrados com o da região.

Para colocar o novo centro contra fraude em operação, a EMC está contratando uma equipe, especializada em ameaças na América Latina, que ficará baseada no Brasil. O anúncio foi feito durante a RSA Conference 2014, que abriu está sendo realizada esta semana em San Francisco (EUA).

A unidade está prevista para ser inaugurada em março. O centro será dedicado à análise e reporte de fraudes online na região da América Latina e funcionará como uma extensão dos outros dois centros contra fraude de Israel e Estados Unidos para apoiar serviços do RSA FraudAction.

Segundo Rogério Morais, vice-presidente da RSA para América Latina e Caribe. O RSA FraudAction oferece proteção completa em fraudes contra de phishing, Cavalos de Tróia, as ameaças para dispositivos móveis e inteligência no submundo do cybercrime.

Ao justificar a ecolha do Brasil para sediar o novo centro contra fraude, Morais observou relatório da RSA que registrou em 2013 aproximadamente 450 mil ataques no mundo, os quais causaram um prejuízo de US$ 5,9 bilhões. Entre estes, Brasil e Colômbia aparecem na lista dos 10 países que lideram ataques de phishing no ano passado.

De acordo com estudo, a Colômbia representou 43% de todos os ataques na América Latina com perdas estimadas em US$ 95 milhões. Já o Brasil foi responsável por 39% das ameaças na região, com prejuízos de US$ 86 milhões, enquanto o México participou com 8% dos ataques da região e perdeu US$ 19 milhões para o cibercrime.

Atualmente, a RSA presta serviços de prevenção de fraudes para empresas no Brasil e em outros países latino-americanos. Com a nova equipe, Morais espera aprofundar a análise de ataques na região e acelerar a detecção de cybercrime na America Latina para ações mais proativas.

Os analistas de cibercrime da RSA irão trabalhar para detectar novos tipos de ataques de phishing, de malware e de pharming que tem como alvo bancos regionais, varejistas e outras organizações.

O valor do investimento aplicado na instalação do RSA FraudAction no Brasil não foi revelado. Entretanto, quando a EMC anunciou a construção do centro de pesquisas de Big Data no Rio de Janeiro, no ano passado, informou que o projeto fazia parte de um montante de R$ 100 milhões que a companhia havia destinado para colocar no mercado local num prazo de cinco anos.

Fonte: COMPUTERWORLD

Escreva aqui o que você está pensando sobre isso

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.