Migrei para o Linux! E agora?

Migrei para o Linux! E agora?

Um dos primeiro choques para quem está a começar a usar linux é a estrutura de diretórios do Linux, que nada tem a ver com o Windows. Numa primeira vista parece um pouco aleatório, mas na realidade existe uma lógica e função para cada diretório. Assim, o objetivo deste texto é apresentar o sistema e familiarizar com o sistema Linux.

O Sistema

A primeira coisa que é preciso perceber é que em Linux os discos e partições não aparecem necessariamente como unidades diferentes, como o C:, D:, do Windows. Tudo faz parte de um único directório, chamado de “root”, representado por “/”, em que tudo fica acessível a partir de vários sub-directórios.

Navegando no sistema de arquivos do Linux, no “/” podemos encontrar os seguintes directórios:

  • bin
  • dev
  • home
  • lost+found
  • proc
  • sbin
  • usr
  • boot
  • etc
  • lib
  • mnt
  • root
  • tmp
  • var

 

Segue-se a explicação de para que servem cada um destes directórios:

 

/sbin

Abreviatura para “System Binaries” – Binários do Sistema. É semelhante ao /bin, mas contém apenas programas essenciais ao sistema, como administração e manutenção e é essencial para o seu arranque.

 

/bin

Abreviatura para “Binaries”  – Binários. Contém a maioria dos executáveis mais comuns que serão usados pelos utilizadores, administradores e sistema Normalmente contém as shells como bash, csh, assim como  comandos, por exemplo: su, tar ou uname.

 

/usr

Abreviatura para “Unix System Resourses” Contém todos os comandos, bibliotecas, programas, páginas de manuais e outros arquivos estáticos que são necessários para o funcionamento normal do sistema.

  • /usr/doc – Contém grande parte da documentação do Linux
  • /usr/src/linux – Contém o código fonte do Kernel.
  • /usr/bin – Contém outros arquivos binários referentes aos utilizadores, mas que não são essenciais.

 

/boot

Contém os arquivos de arranque e o kernel do Linux, que são acedidos antes do resto do sistema estar montado. Os bootloaders (LILO e GRUB) colocam o backup do sector de arranque nesta diretória.

 

/dev

Contém os arquivos que representam o hardware presente na máquina. Encontram-se arquivos como hda1, hda2, cdrom, etc. que representam dispositivos reconhecidos e instalados no Linux.

 

/etc

Aqui fica a maioria todos os arquivos de configuração e manipulação do sistema Linux.

Nele podem encontrar por exemplo arquivos de configuração de acesso a rede, arquivos de configuração do Sistema de Janelas X11, arquivos de configuração do idioma do sistema, de actualizações, etc.

 

/home

Aqui ficam armazenadas as pastas de cada utilizador (Home Directory). O utilizador root (administrador do sistema) consegue ver e ter livre acesso a todas as sub-pastas deste directório, porém os utilizadores comuns só acedem à sua própria pasta (a não ser que lhes especifiquem conscientemente outro tipo de acessos). Dentro de cada pasta de utilizador também se encontram os arquivos de configuração respectivos para cada um.

 

/lib

Contém as bibliotecas básicas do sistema que podem ser compartilhadas por diversos programas. Este directório pode ser comparado ao directório System32 ou System do Windows, utilizado para armazenar e compartilhar as DLLs (Dynamic Link Libraries).

 

/lost+found

Depois de um “crash” do sistema, como por exemplo faltar a energia, o Linux irá tentar recuperar o que está corrompido no próximo arranque. Caso um arquivo esteja corrompido, ele será colocado neste directório.

 

/mnt

Este é um directório conhecido por “mount point” (ponto de montagem), onde serão colocados todas as montagens do sistema operativo. É aqui que irá ter acesso a aos Cd rom’s, usb, partições, etc. Pode criar os mount points que precisar, pois não existem limitações nos mount points. 

 

/opt

Este directório contém todos os programas e pacotes de add-ons que não fazem parte da instalação padrão do Linux. Geralmente você poderá aqui “softwares” como o KDE ou StarOffice.

 

/proc

é um pseudo-directório que fornece informações sobre o kernel e sobre os processos que estão activos no momento, além de informações sobre a utilização de alguns dispositivos e do sistema. Cada sub-pasta representa um processo. Alguns programas como ps ou top acedem a esta pasta para recolher informação do sistema em vez de comunicar directamente com o kernel.

 

/root

Este é o home directory do utilizador root, onde só ele tem acesso. Não confunda a pasta /root com o Root Directory (“/”), que é a raiz do nosso sistema de arquivos.

 

/tmp

Este directório armazena os arquivos temporários.  Este directório é limpo durante o arranque e shutdown do seu sistema,  Não é aconselhável guardar aqui arquivos importantes.

 

/var

Contém arquivos que possuem dados variáveis, como arquivos de logs, arquivos de configuração de correio electrónico, de impressão, entre outros.