titulo

titulo

Contra Ataque Islâmico! Em Uma Manobra Traiçoeira, O grupo extremista vaza os nomes de 43 membros do governo americano, em uma “lista de morte”, em resposta as operações cibernéticas dos EUA. O grupo extremista agora formou o United Cyber Caliphate, um grupo de operações cibernéticas.

O site securityaffairs.co informa: “A alguns dias atrás, o Governo Americano anunciou o primeiro ataque conduzido pelo Comando Cibernético contra os membros do estado islâmico online. O Comando Cibernético Americano irá executar operações de hacking e usar armas cibernéticas para destruir sistemas de computadores usados pelo estado islâmico, destruir as suas funções (ex: propaganda, suporte econômico aos militantes) e rastrear os seus redutos online.

Durante a recente reunião que ocorreu em Hanover, na Alemanha, o Presidente Barack Obama discutiu a estratégia cibernética, para contrastar o estado islâmico online. O bloqueio de todas as atividades do estado islâmico online é muito difícil, e na segunda feira, o United Cyber Caliphate (UCC), uma coletividade hacker em prol do estado islâmico publicou online uma “Lista da Morte” contendo os nomes de 43 funcionários do governo americano, que trabalham para o pentágono, departamento de segurança interna, departamento de estado e outras agências. A informação vazada inclui nome, telefone, cidade e código postal dos alvos.

Os membros do United Cyber Caliphate (UCC) compartilharam a Lista da Morte através do aplicativo de mensagem criptografada Telegram, que ainda representa um dos canais de comunicação privilegiado do grupo radical. O site vocativ.com, que primeiramente descobriu a lista reporta: “Hackers de um grupo a favor do estado islâmico, que se auto intitulam o United Cyber Caliphate, distribuiu uma “lista” da morte na segunda, que parece incluir dezenas de funcionários do governo americano. Na lista figura 43 nomes de pessoas ligadas ao Departamento de Estado, Departamento de Segurança Interna, e do Departamento de Energia, Comércio, Saúde e Comércio. A lista também identifica embaixadas americanas em Santiago(Chile) e Catmandu (Nepal) – assim como o Departamento da Marinha em Gulfport, no Mississippi – como alvos. Também inclui alguém que ao que parece trabalhou com o Departamento de Defesa da Austrália”.

A lista publicada pelo United Cyber Caliphate também inclui funcionários americanos trabalhando no exterior, como os pessoais das embaixadas. O United Cyber Caliphate é um grupo recém criado, composto por hackers pertencentes a três grupos hackers, que inclui o popular Cyber Caliphate Army. O site vocativ também reporta que os membros do Cyber Caliphate Army vazou uma lista da morte incluindo funcionários atuais e antigos do governo americano”.

Fonte:

http://securityaffairs.co/wordpress/46730/terrorism/pro-isis-hackers-kill-list.html
http://securityaffairs.co/wordpress/46656/hacking/cyber-attacks-against-islamic-state.html
http://www.nytimes.com/2016/04/25/us/politics/us-directs-cyberweapons-at-isis-for-first-time.html?_r=5
http://securityaffairs.co/wordpress/42096/cyber-crime/telegram-messaging-service-isis.html
http://www.vocativ.com/312367/pro-isis-hackers-post-kill-list-of-state-department-employees/
http://www.npr.org/2016/04/25/475631277/isis-uses-cyber-capabilities-to-attack-the-u-s-online
http://i2.wp.com/securityaffairs.co/wordpress/wp-content/uploads/2016/04/ISIS-Kill-List.jpg